Primeiro-Ministro vai presidir à cerimónia de abertura da 2.ª Edição do Fórum Mundial da OMT sobre o Investimento Turístico em África

  • Post by:
  • 19/08/21
  • Comments off
Partilhar
Share on Facebook
Facebook
0

O Primeiro-Ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva respondeu positivamente ao convite que lhe foi dirigido para presidir à cerimónia oficial de abertura da 2.ª Edição do Fórum Mundial da Organização Mundial do Turismo (OMT) sobre o Investimento Turístico em África, FMITA.

Primeiro-MInistro, José Ulisses Correia e Silva

A 2.ª Edição do FMITA acontece na ilha do Sal, na cidade turística de Santa Maria, de 03 a 04 de setembro próximos. Depois de Abidjan ter acolhido a primeira edição, é a vez de Cabo Verde ser anfitrião deste que é um dos mais importantes eventos do Turismo a nível mundial.

Ulisses Correia e Silva presidirá à cerimónia de abertura que conta ainda com a presença ilustre do Ministro Carlos Santos, bem como de ministros do turismo do continente africano, entre outros membros do Governo de Cabo Verde.

É ainda esperada a presença de diversos representantes de instituições financeiras e doadores, fundos de investimento e empresas de engenharia, promotores imobiliários, fabricantes de equipamentos, profissionais de viagens, companhias aéreas, promotores e operadores turísticos.

Para a 2.ª Edição do Fórum, no quadro do seu objetivo geral de promover o investimento para o desenvolvimento e valorização do turismo em África, destacam-se como objetivos específicos: a criação de uma imagem positiva de África e de Cabo Verde, enquanto destinos turísticos atrativos; a apresentação de oportunidades de investimentos em África, mobilização de recursos para o desenvolvimento do turismo no nosso continente, a promoção de projetos de turismo entre países africanos; Facilitação de negociações entre promotores de projetos e investidores;

Será feito um balanço do progresso alcançado em termos de investimentos no turismo em África e apresentação dos caminhos a seguir. Durante os dois dias do Fórum espera-se muita partilha de experiências relevantes em investimento e negociações diretas entre os países e responsáveis por projetos turísticos nacionais e internacionais.

Como resultados a organização perspetiva essencialmente que a 2.ª Edição do FMITA permita fortalecer a segurança no Turismo nos países africanos que seja, efetivamente, criada e promovida uma imagem positiva do continente africano, identificados e partilhados projetos de interesse comum e que sejam mobilizados recursos para o desenvolvimento do turismo em África.

Categories: Sem categoria